Sexta-feira
22 de Janeiro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Agradecemos por sua visita, aguardamos suas sugestões e ou consultas.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,32 5,32
EURO 6,46 6,46

Previsão do tempo

Hoje - Vitória, ES

Máx
31ºC
Min
24ºC
Possibilidade de Chu

Sábado - Vitória, ES

Máx
31ºC
Min
24ºC
Instável

Domingo - Vitória, ES

Máx
32ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Vitória...

Máx
32ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Venda Nova do Imi...

Máx
28ºC
Min
21ºC
Possibilidade de Chu

Sábado - Venda Nova do ...

Máx
28ºC
Min
20ºC
Instável

Domingo - Venda Nova do ...

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Venda No...

Máx
31ºC
Min
20ºC
Nublado

Hoje - Castelo, ES

Máx
31ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Castelo, ES

Máx
31ºC
Min
18ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Castelo, ES

Máx
33ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Castelo,...

Máx
33ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

PGR contesta regras estaduais para escolha de procuradores-gerais

O procurador-geral da República, Augusto Aras, ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 6607 e 6608) contra normas dos Estados de Mato Grosso do Sul e do Amapá que regulamentam, respectivamente, a escolha do procurador-geral do Estado e do procurador-geral de Justiça. Na ADI 6607, Aras questiona a Emenda Constitucional 30/2005 do Estado de Mato Grosso do Sul, que alterou o artigo 145 da Constituição estadual para exigir que a nomeação do procurador-geral do Estado pelo chefe do Executivo seja feita “dentre integrantes da carreira de procurador do Estado em atividade com, no mínimo, trinta anos de idade e dez de efetivo exercício no cargo”. A ação foi distribuída ao ministro Nunes Marques. Aras explica que, por força do princípio constitucional da simetria que rege a organização dos entes federados (artigo 25 da Constituição Federal), o procedimento de nomeação do procurador-geral do Estado deve observar as regras do artigo 131, parágrafo 1º, segundo o qual o cargo de advogado-geral da União é de livre nomeação pelo presidente da República entre cidadãos maiores de 35 anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada. Segundo ele, o estabelecimento de outras restrições configura limitação indevida da prerrogativa do chefe do Executivo. Na ADI 6608, Aras questiona a parte da Emenda Constitucional (EC) 53/2015 do Estado do Amapá que atribuiu à Assembleia Legislativa competência para “aprovar, após arguição, pela maioria de seus membros, os nomes dos procuradores gerais de Justiça”. Ele explica que a sujeição da escolha do procurador-geral de Justiça, cuja nomeação é feita pelo governador com base em lista tríplice composta de integrantes da carreira, à aprovação da Assembleia Legislativa viola os princípios constitucionais da pisão dos Poderes, da independência funcional e da autonomia do Ministério Público. A ação foi distribuída ao ministro Gilmar Mendes, que já pautou o processo para a sessão virtual com início no dia 11/12.  
30/11/2020 (00:00)

Contate-nos

Escritório de Advocacia e Consultoria

Rua Aureo Machado  608  Térreo
-  São Miguel
 -  Castelo / ES
-  CEP: 29360-000
+55 (28) 998855395
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  1867171
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.