Sexta-feira
22 de Outubro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Agradecemos por sua visita, aguardamos suas sugestões e ou consultas.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,56 5,56
EURO 6,47 6,47

Previsão do tempo

Hoje - Vitória, ES

Máx
25ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Sábado - Vitória, ES

Máx
26ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Vitória, ES

Máx
30ºC
Min
22ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Vitória...

Máx
30ºC
Min
23ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Venda Nova do Imi...

Máx
18ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Venda Nova do ...

Máx
24ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Venda Nova do ...

Máx
25ºC
Min
16ºC
Chuva

Segunda-feira - Venda No...

Máx
25ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Castelo, ES

Máx
22ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Castelo, ES

Máx
28ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Domingo - Castelo, ES

Máx
31ºC
Min
20ºC
Nublado

Segunda-feira - Castelo,...

Máx
28ºC
Min
21ºC
Chuva

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Formação de maioria no julgamento ampliado não dispensa convocação do quinto julgador, decide Terceira Turma

​Para a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), constitui violação do artigo 942 do Código de Processo Civil de 2015 a dispensa do quinto julgador, integrante necessário do quórum ampliado, sob o fundamento de que já teria sido atingida a maioria e, por isso, não seria possível a inversão do resultado.Com base nesse entendimento, o colegiado reformou acordão de segundo grau que, em razão da formação de maioria em julgamento de apelação que contou com quatro desembargadores, considerou que seria desnecessária a participação de um quinto magistrado. O relator do recurso especial, ministro Villas Bôas Cueva, citou doutrina no sentido de que o quórum ampliado deve ser composto pelos três membros originais do colegiado responsável pelo julgamento da apelação e, no mínimo, mais dois julgadores convocados segundo as regras do regimento interno do tribunal. De acordo com o ministro, o fundamento dessa composição do colegiado ampliado está relacionado não apenas com o respeito ao juiz natural, mas também com a possibilidade de serem aprofundadas as discussões jurídicas e fáticas do caso, a partir da inclusão de dois julgadores, e não apenas um – havendo, inclusive, a hipótese de nova sustentação oral. Ampliação não é mera busca por maioria de votosVillas Bôas Cueva considerou insuficiente reduzir a técnica de julgamento ampliado a uma "mera busca pela maioria de votos". Essa postura, enfatizou, contraria a proposta de ampliação dos debates e torna ineficaz o artigo 942 do CPC/2015, que autoriza expressamente os julgadores que já tenham votado a rever seus votos por ocasião do prosseguimento do julgamento. "Com base nessa previsão legal, aliás, não é possível presumir, como feito pela corte de origem, que o quinto julgador não teria nenhuma influência sobre o resultado final do acórdão. Tal equivocada conclusão contraria frontalmente a proposta da técnica ampliada", concluiu o ministro ao determinar que o tribunal de origem realize nova sessão de julgamento para a colheita do voto do quinto desembargador. O número deste processo não é pulgado em razão de segredo judicial.
24/09/2021 (00:00)

Contate-nos

Escritório de Advocacia e Consultoria

Rua Aureo Machado  608  Térreo
-  São Miguel
 -  Castelo / ES
-  CEP: 29360-000
+55 (28) 998855395
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  2143159
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.